PNAD 2007 - IBGE

A PNAD - PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS ESTÁ COMEMORANDO 40 ANOS DE EXISTÊNCIA.
E A NOVIDADE PARA ESTE ANO É QUE A COLETA DAS INFORMAÇÕES SERÁ FEITA ATRAVÉS DE COMPUTADORES DE MÃO - OS FAMOSOS PDA'S.
MAIS DE 150 SERVIDORES ESTÃO EM ILHÉUS - BA NUM TREINAMENTO NACIONAL DE CAPACITAÇÃO PARA REPASSE EM SUAS UNIDADES ESTADUAIS.
SERÃO NO TODO CERCA DE 2000 SERVIDORES QUE ESTARÃO APTOS PARA A ENTREVISTA NAS UNIDADES DOMICILIARES SELECIONADAS NA AMOSTRA DA PESQUISA.
A PESQUISA DE ÂMBITO NACIONAL INVESTIGA ASPECTOS DA EDUCAÇÃO, SAÚDE, TRABALHO, FECUNDIDADE E MIGRAÇÃO.
NESTE ANO O IBGE CONTA COM O APOIO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROMOVENDO EM PARCERIA UM QUESTIONÁRIO SUPLEMENTAR, ONDE SERÃO INVESTIGADOS QUESITOS SOBRE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA.

AFETO

Quisera ter sempre em minha companhia aquelas pessoas que amo verdadeiramente. É claro que à minha volta, no meu lar, convivo diariamente com algumas delas, mas o conjunto não é de todo completo.
A distância física de algumas figuras importantes na minha vida e os afazeres obrigatórios para se viver com o mínimo de conforto e dignidade são fatores relevantes dessa separação.
Quando tomamos consciência de que o tempo passa e que todo esse tempo passado somado nos mostra o quanto perdemos com a distância e com a ausência ficamos tristes, mas temos que prosseguir a nossa jornada em busca do nosso crescimento humano.
Em toda a minha infância fui cercado de cuidados e carinhos de pessoas maravilhosas. Ainda hoje, apesar da distância, tenho o prazer de conviver com a maioria daquelas pessoas do passado. Infelizmente algumas partiram para outra dimensão e hoje não posso dispor daquele carinho, da atenção e dos ensinamentos que fizeram de mim a pessoa que sou.
Tristezas à parte, o que importa, sobretudo, é que a vida continua e que muitas coisas boas foram feitas nesse trajeto. Hoje não moro naquela cidade onde aprendi o valor do ser humano, mas os ensinamentos estão aqui comigo, dentro de mim, fazendo parte de todo o meu ser. E isso é o que importa.
O amor que tenho por essas pessoas é grandioso e infinito. O carinho deles por mim é o mesmo de sempre e cada contato nosso me torna mais forte ainda.
Fico muito emocionado com o olhar de satisfação daquelas pessoas em cada visita minha, e às vezes me pergunto o por que de tanta satisfação por parte deles, se quase nada os retorno além de mim, do meu sorriso, do meu carinho de vez em quando, embora nunca os tenha esquecido. Sinto muito pela distância porque é muito gostoso poder conviver com todos eles e eu só posso fazê-lo em parcelas - em pequenas parcelas.
Todo o meu carinho ainda é pouco por tanto que recebo deles, mas esse pouco é o bastante visto tamanho o amor que sempre recebo.
A todos eles o meu carinho, afeto e essa simples homenagem como prova do meu sincero amor. Espero contar sempre com o amor que até hoje não me faltou e prometo nunca decepcioná-los.
Beijos a todos e muitas felicidades.

Luiz Malvino
25/08/2007