Grande Amor

Tudo no mundo é pequeno
Tudo é tal e qual um grão de areia
Se comparado ao amor do poeta
Nada tem o seu valor

O amor do poeta é urgente
Pois o seu coração não espera
O seu tempo é o presente
Ele não sabe do amanhã

Ele não se dá tempo ao tempo
E não se arrasta e nem se retarda
O poeta vai à luta
Pois de tão curto o seu tempo
Se agarra ao momento
Refirmando o seu amor

Luiz Malvino
27jul2011

Inspirado na música "Coisas Pequenas" de Pedro Ayres Magalhães
Gravada por Madredeus.

COISAS PEQUENAS

Coisas pequenas são coisas pequenas
São tudo que eu te quero dar
E essas palavras são coisas pequenas
Que dizem que eu te quero amar

Amar, amar, amar...
Só vale à pena
Se tu quiseres confirmar
Que um mgrande amor não é coisa pequena
Que nada é maior que amar

E a hora que te espreita é só tua
De certo não será só a que resta
A hora que esperei à vida toda
É esta, é esta...

E a hora que te espreita é derradeira
De certo já bateu a sua porta
A hora que esperaste à vida inteira
É agora, é agora...

Autor: Pedro Ayres Magalhães


Até a próxima !!!

3 comentários:

Margarida disse...

Sim, eu conheço isso! Muito bonito.

jeito simples disse...

Muito bonita a letra da música, assim como tuas palavras que nela se inspiraram. Momento mágico este seu.

✿ chica disse...

Adorei tua poesia e a letra é linda também!

Abraços,chica